Conectar-se

Esqueci minha senha


Fantasia medieval - O que esperar do futuro desse gênero?

 :: Off-Fóruns :: Geral

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Fantasia medieval - O que esperar do futuro desse gênero?

Mensagem por Alface em 1/6/2013, 5:05 pm

Vim teorizando sobre um assunto que me interessa bastante, como devem saber: a fantasia medieval. Com ícones renomados, como J. R. R. Tolkien, o pai da fantasia, C. S. Lewis e o atualmente famoso George R. R. Martin, a fantasia vem crescendo cada vez mais no mercado editorial mundial.
Mas cheguei à seguinte questão: qual será o futuro da fantasia medieval? É isso que proponho discutir, mas para isso, precisaremos lembrar cada "fase" que este gênero teve.

- Era de Ouro (1928-1980): o surgimento da fantasia. Deu-se por J. R. R. Tokien (O Senhor dos Anéis e O Hobbit) e C. S. Lewis (As Crônicas de Nárnia). Naquela época, a fantasia era muito voltada para a magia e o heroísmo. Os personagens eram bons ou maus, e os bons eram vangloriados e os maus, desonrosos. A violência não era tão grande, nem a crueldade. Os personagens maus não eram tão tenebrosos e desumanos e os heróis eram estereotipados como mocinhos ou mocinhas, sendo sempre gentis, honrados e galantes.

- Era de Prata (1980-atualmente): Começou com Robert Jordan e sua série The Wheel of Time (hoje escrita por Brandon Sanderson, autor de Elantris) e por Marion Zimmer Bradley com As Brumas de Avalon. Também há nomes renomados na indústria, como Patrick Rothfuss (A Crônica do Matador do Rei / A Crónica do Regicida) e George R. R. Martin (As Crônicas de Gelo e Fogo). Aborda a fantasia "crua", com menos elementos mágicos e mais elementos políticos e religiosos, assim como temas polêmicos, como violência e sexo. O heroísmo é praticamente nulo - os personagens veem as batalhas com asco e repugnância. Os personagens são "cinzas", voltados tanto para o lado do "bem" quanto para o "mal", embora os personagens totalmente "brancos" ou totalmente "negros" existam. Existem poucos estereótipos e os personagens são bem mais construídos psicologicamente. Eles xingam, fazem sexo, criam piadas de humor negro e matam sem dó nem piedade. Até mesmo chega a existir personagens homossexuais. Eles passam a ter um lado mais "humano" ao invés de um lado mais mitológico e fantasioso.

Então, paramos na Era de Prata. É claramente perceptível uma queda dos elementos mágicos e heroicos nesta última na qual passamos hoje em dia, mas sem perder a qualidade, afinal, as tramas políticas e religiosas dão uma amplitude ao universo e à própria trama. Pelo que temos visto, a Era de Prata tem tudo para continuar durante umas boas décadas devido ao grandioso sucesso no mercado, mas uma Era de Bronze possivelmente poderá chegar. A principal questão, no entanto, é como ela irá ser. O retorno do heroísmo exagerado? A fantasia completamente nua e crua, com temas ainda mais polêmicos que os atuais? Ou a união entre heroísmo e a polêmica?
Ainda é complicado prever com exatidão o que o futuro da fantasia nos espera, mas eu imagino que será a erradicação dos elementos mágicos e sobrenaturais e a ascensão dos temas bastante polêmicos além de um aprofundamento ainda maior na política e na religião. Mas se essa era será boa para a fantasia como a Era de Prata está sendo, ainda não podemos prever.

P.S.: As datas da Era de Prata não estão corretas, ok? Eu peguei as datas do lançamento das séries do Robert Jordan e da Marion Bradley porque são as mais famosas e se encaixam no que estamos vendo hoje, mas pode haver séries menos famosas que vieram bem antes.

_________________
Spoiler:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Spoiler:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
Alface
Staff
Staff

Status : Mother Nature's slaughtered me... - I May Again Know John, John Frusciante.
Classe : Escritor
Feminino
Mensagens : 393
Pontos : 559

http://www.lealface.weebly.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fantasia medieval - O que esperar do futuro desse gênero?

Mensagem por Lord Drago em 4/6/2013, 1:40 pm

a fantasia é exatamente isso, procuramos sempre ao escrevermos, compará-la cada vez mais à realidade, realmente é bem melancolico essa diminuição afinal quanto mais um autor "evolui" sua fantasia começa a se dissipar na tentativa de imitiar o estilo de vida da época. Vemos isso em Harry Potter, Senhor dos Anéis e até mesmo no Percy Jackson. Até eu estou assumidamente sendo vitima disso, afinal qualquer um poderia reparar na diferença da "pureza" da fantasia de ACDM e a que eu uso hoje em AEC. Anti-herois estão na moda. Mas isso não impede de tornar a fantasia mais realista, sem forçá-la muito a realidade , a parte dificil é não rejeitar uma ideia propria por não ser realista o suficite.
avatar
Lord Drago
Novato
Novato

Status : e em nova zasal
Classe : Escritor
Masculino
Mensagens : 187
Pontos : 180

http://www.626a.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fantasia medieval - O que esperar do futuro desse gênero?

Mensagem por Alface em 5/6/2013, 2:36 pm

a fantasia é exatamente isso, procuramos sempre ao escrevermos, compará-la cada vez mais à realidade
Concordo. Além disso, nossa realidade é a mesma que tinha antigamente. Naquela época havia, sim, guerras, às vezes até mais sangrentas e longas que as atuais (vide Guerra dos Cem Anos). Mas nós a adaptamos para o medievalismo.

realmente é bem melancólico essa diminuição afinal quanto mais um autor "evolui" sua fantasia começa a se dissipar na tentativa de imitar o estilo de vida da época.
Discordo. Todas as fantasias atuais têm bastante magia ainda e são bastante fiéis ao propósito com o qual foi criada: mostrar histórias épicas e fantasiosas. Mas o verdadeiro heroísmo hoje em dia está implícito. Ele só é mostrado aos leitores através dos atos de honra e bravura dos personagens. O FALSO heroísmo é que é motivo de repúdio. Mas a questão é: e o futuro da fantasia? Esse é o ponto da questão.
Além disso, não acho que a diminuição da magia nas histórias faça com que o nível delas decaía. Veja Game of Thrones. A história tem magia? Tem. Mas o foco principal é a guerra, e isso também é bastante interessante. Se não fosse, não teria virado série da HBO nem vendido milhões. Veja O Nome do Vento. A história tem magia? Tem, e muita. É o foco da história. Mas além disso, o foco é o protagonista, que é um anti-herói.
As pessoas querem tramas novas. Querem ter algo além da magia crua e nua das antigas fantasias. Mas isso não quer dizer que elas estão para acabar. Houve uma diminuição? Sim. Mas as tramas atuais também têm muito a nos mostrar.

Vemos isso em Harry Potter, Senhor dos Anéis e até mesmo no Percy Jackson.
Concordo em parte.
Harry Potter é uma história que veio desde 1995. Na época, os leitores eram jovens, tinham seus onze, doze anos. Mas à medida que a série foi crescendo, os leitores envelheceram. Isso fez com que J. K. Rowling criasse tramas um pouco mais pesadas para eles, afinal, eles não vão querer ler coisas de criança para sempre.
Senhor dos Anéis eu ainda não li, mas sei que Tolkien se baseou na Segunda Guerra para criar a trama, portanto, foi uma "imitação" da realidade da época. Mas a história ainda tem bastante magia. É por isso que discordo neste ponto. Mesmo com conflitos, as tramas ainda mantinham aquele teor heroico e épico. As batalhas eram algo honrado e valente, e havia heróis de combate. Além disso, a magia tem bastante atenção com Frodo e Sam, na destruição do Um Anel.
Já Percy Jackson nasceu com o intuito de um conflito entre Deuses x Titãs. Desde o primeiro livro, sabemos que haveria futuramente um embate entre Cronos e os meio-sangues.
Mas discordo ao pensar que só por que um livro tem guerra é que sua fantasia e magia começa a se dissipar. Não a magia e a fantasia em si, mas a beleza da história, também, creio eu que você se refere um pouco à isso. Eu discordo totalmente. A história ainda pode manter sem nenhum problema toda sua gloriosidade e fantasia. Crônicas de Nárnia reflete bastante isso. Tanto que o livro é praticamente uma religiosidade implícita, onde Aslam (Deus) passa ensinamentos aos narnianos, ensinando eles a praticarem o bem e agirem sempre do lado dele (o lado de Deus). Têm guerras? Têm. Mas elas não tiraram em nenhum momento a beleza e os ensinamentos que os livros nos passam.

Até eu estou assumidamente sendo vitima disso, afinal qualquer um poderia reparar na diferença da "pureza" da fantasia de ACDM e a que eu uso hoje em AEC.
Não sei por que você é uma vítima. Dá para perceber que você tem uma espécie de preconceito com livros assim simplesmente porque a magia está quase implícita. O tempo da fantasia pura acabou. Mas ela deixou um legado imenso. A fantasia pura é linda, eu concordo. Ainda existe, aliás, e ainda faz sucesso. Mas as pessoas querem tramas novas. Elas podem ser realistas, ter elementos de sexo, mortes e violência, mas ainda assim podem passar valores para nós.
Não estamos desvalorizando a fantasia pura. Ela, na realidade, foi o início de tudo. Ela foi a Era mais importante das fantasias porque influenciou autores não só do gênero como de muitos outros.

Anti-heróis estão na moda.
Discordo. Há personagens anti-heróis, os chamados personagens "cinzas", sim. Mas isso não quer dizer que personagens assim estejam na moda. As pessoas não querem anti-heróis, elas querem TRAMAS novas.
Para falar a verdade, eu só vi uma história de anti-herói na fantasia de agora: O Nome do Vento. Além disso, os anti-heróis sempre existiram. Quer um exemplo famoso? Robin Hood e João Pequeno. Eles sempre existiram, sempre estiveram na moda, sempre existirão e, acredito, sempre continuarão na moda.
Mas só por que também a história tem anti-heróis não quer dizer que seja "modinha". Os atos desses personagens falam muito mais que sua denominação de anti-herói. Robin Hood era praticamente um herói, sem o anti. Porque ele ia contra o rei maldoso, o rei João. Os anti-heróis vão contra bondosos para favorecer outros bondosos. Enfim, eu acho que isso também é um preconceito de sua parte. Como eu disse e faço questão de frisar, não é só por que um personagem é anti-herói que ele será obrigatoriamente clichê. As tramas que ele cria que são o diferencial deste para outros anti-heróis.

Mas isso não impede de tornar a fantasia mais realista, sem forçá-la muito a realidade
Argumento completamente contraditório. Para a fantasia ser realista, ela tem que mostrar aspectos da realidade. Se não forçarmos a realidade nela, ela não será uma fantasia realista. Por isso que o nome é este, porque retrata aspectos da realidade. Se você quiser uma fantasia não muito forçada ao real, você tem uma história na faixa entre a fantasia pura e a realidade completa. Mas não chega a ser nem realista nem fantasiosa. Mas como eu disse, só por que é real não quer dizer que a magia e a fantasia deve ser deixada de fora, claro.

a parte difícil é não rejeitar uma ideia própria por não ser realista o suficiente.
Todos são livres para criar histórias a partir de suas ideias. Só por que a fantasia realista está na moda não quer dizer que a fantasia pura deixará de ser lida. As pessoas também deveriam pensar assim =/

_________________
Spoiler:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Spoiler:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
Alface
Staff
Staff

Status : Mother Nature's slaughtered me... - I May Again Know John, John Frusciante.
Classe : Escritor
Feminino
Mensagens : 393
Pontos : 559

http://www.lealface.weebly.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fantasia medieval - O que esperar do futuro desse gênero?

Mensagem por Lord Drago em 5/6/2013, 9:12 pm

“Se feito fosse quanto fosse feito, seria bom fazermo-lo de pronto"
Preciso responder à contradição, nao soul preconceituoso com o tema, apenas acho meio contraditório, nao digo também que a fantasia realista seja pior que a p ura mas creio que devería ser menos cauteloso em desconsiderar qualquer uma das categorias de fantasia . A fgora nao acho clichê, mas creio que anti-heróis.estão sim na moda e nao é por cometer atos de bravura e glória que sejam literalm.que ente heróis ou por.agir co sguesndas intençõ e que seja realmente um falso herói
avatar
Lord Drago
Novato
Novato

Status : e em nova zasal
Classe : Escritor
Masculino
Mensagens : 187
Pontos : 180

http://www.626a.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fantasia medieval - O que esperar do futuro desse gênero?

Mensagem por Alface em 5/6/2013, 9:48 pm

Preciso responder à contradição, nao soul preconceituoso com o tema, apenas acho meio contraditório
Não é contraditório se você analisar bem. A fantasia é algo mágico. As fantasias atuais ainda têm magia. Então ainda permanecem sendo fantasia! Só por que têm elementos realistas não quer dizer que deixa de ser fantasia. Vou dar um exemplo que já citei: O Nome do Vento. O foco principal é a magia! Mas tem elementos realistas. Mas só por que os tem não deixou de ser fantasia. Fantasia realista não refere-se ao realismo completo. Se fosse realismo completo sem magia, não seria fantasia. A fantasia realista refere-se à uma trama que possui sua parte "mágica" E elementos realistas.

A fgora nao acho clichê, mas creio que anti-heróis.estão sim na moda
Podem até estar, mas como disse, o clichê baseia-se mais em seus atos, no psicológico do personagem e nas tramas consequentes do que no estereótipo do mesmo.

nao é por cometer atos de bravura e glória que sejam literalm.que ente heróis ou por.agir co sguesndas intençõ e que seja realmente um falso herói
Sim, isso depende da história do personagem. Ali eu só dei um exemplo meio generalizado. Além disso, isso depende do julgamento dos leitores. Talvez o falso herói possa ser um herói para um leitor assim como alguém que age com segundas intenções possa ser um vilão ou anti-herói para alguns. Mas essa exploração do psicológico é mais frequente na fantasia realista.

_________________
Spoiler:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Spoiler:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
Alface
Staff
Staff

Status : Mother Nature's slaughtered me... - I May Again Know John, John Frusciante.
Classe : Escritor
Feminino
Mensagens : 393
Pontos : 559

http://www.lealface.weebly.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fantasia medieval - O que esperar do futuro desse gênero?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 :: Off-Fóruns :: Geral

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum